Dia de Paralisação Nacional

30 de junho de 2017 Processocom

Júnior Melo da Luz

Dia 30 de junho é dia de Paralisação Geral contra as reformas da Previdência e Trabalhista em todo o território nacional. A iniciativa parte das centrais sindicais brasileiras e convoca todos os trabalhadores para se manifestarem em seus locais de residência ou pontos de unificação nas capitais.

Além das reformas, os atos são a favor de novas eleições diretas e contra o golpe de Michel Temer para tomar a Presidência da República. Democraticamente, movimentos sociais, coletivos, sindicatos, grupos e toda a população se unem para lutar por seus direitos e barrar as reformas.

A proposta de REFORMA PREVIDENCIÁRIA, caso aprovada, prevê:

– Idade mínima de 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres)

– Idade mínima para trabalhadores rurais: 60 (homens) e 57 (mulheres)

– Idade mínima de 60 anos para professores

– Aumento no tempo de contribuição em 25 anos

– Aumento no tempo de contribuição para aposentadoria integral em 40 anos

– Acúmulo de aposentadoria e pensão em até 2 salários mínimos

A proposta de REFORMA TRABALHISTA, caso aprovada, prevê:

– Invalidação de direitos da CLT, podendo os contratos de trabalho serem negociados sobre a lei

– Terceirização de serviços, em todas as atividades e setores

– 12 horas de trabalho diárias, com intervalo de 30 minutos

– Gestantes podendo trabalhar em ambientes insalubres

– Jornadas de trabalho intermitentes, podendo o trabalhador receber apenas pelas horas que trabalha

– Enfraquecimento e dissolução de sindicatos

– Limitações na Justiça do Trabalho

comments
##ForaTemer#Paralisação Nacional#Reforma Previdenciária#Reforma Trabalhista

Previous Post

Next Post