Temas de interesse

Cidadania, cultura e tecnologia

O conceito de cidadania comunicativa é um dos eixos temáticos do GP- PROCESSOCOM, problematizado no contexto do PPGCC-UNISINOS e da Rede AMLAT busca ampliar e aprofundar essa importante problemática contemporânea, contribuindo para o esclarecimento de um conjunto de questões relacionadas com o exercício, a participação, a produção, a criação, a fruição e os direitos das pessoas, como sujeitos comunicantes interculturais nas sociedades informatizadas, midiatizadas e multidimensionais de nosso tempo. Concebemos o cidadão comunicacional como um sujeito em transformação que gera pensamentos e ações a favor das mudanças socioculturais impostergáveis.

A cultura é pensada no grupo como múltipla, diversa, inter-relacional, fecunda, expressiva e representativa dos modos de vida. Longe dos exclusivismos e os etnocentrismos, defendemos o reconhecimento e o respeito de todas as culturas, fomentamos a pesquisa para seu conhecimento organizado e dialógico. Buscamos produzir culturas acadêmicas renovadas que superem os estreitos enquadramentos positivistas, funcionalistas e pragmáticos.

A dimensão tecnológica é pensada em termos de um logos decisivo para os processos comunicativos na época atual. Estabelecemos uma distância crítica definitiva em relação com as vertentes tecnicistas, tecnofóbicas e tecnofílicas; concebendo os sistemas, as configurações, os modelos, os desenhos e as realidades técnicas como inteligências em ato, como estruturações operativas fruto de uma teoria e, simultaneamente, como formas sociais de disposição, simbologia, organização e inter-relação comunicativa. Investigamos preferentemente as apropriações socioculturais das técnicas, e suas relações com determinados modos de pensar e estruturar o mundo, gerando crítica e conhecimento a partir das vertentes comunicacionais críticas.

América Latina

Nossa América mestiça, miscigenada, multicultural, milenar, acolhedora e renovadora constitui o berço, o grande contexto, em que os trabalhos de educação, pesquisa e produção de saberes do GP Processocom se inscreve. As marcas filosóficas, históricas, políticas, artísticas, culturais e sociais da diversidade comum latino-americana se expressam de modo significativo nos sujeitos comunicantes investigados, nos objetos de referência problematizados, nas investigadoras e investigadores que trabalham nos projetos de doutorado, mestrado, iniciação científica e pós-doutorado que se fabricam no Processocom. As formas de vida, os problemas sociais, os imaginários urbanos e rurais, as subjetividades, os discursos, os processos comunicacionais, as produções midiáticas, e as estratégias/táticas pesquisadas confluem na perspectiva comum de pensar a transformação. Fluímos em epistemologias multiversais autóctones e internacionais. Aprendemos, primeiro, de nossos processos históricos constitutivos nas suas dialéticas paradoxais, que combinam civilização e barbárie; colonialismo e neocolonialismo; capitalismo selvagem e estruturações de vanguarda; autoritarismo e democracias participativas; atraso material e talentos férteis, todos em intensa experimentação mental e ação inventiva. O desafio do conhecimento, em nosso caso, se inscreve na expressiva vertente crítica latino-americana comprometida com as culturas, a natureza, a diversidade étnica, os seres humanos (em especial suas classes subalternas) e a reformulação profunda dos saberes, teorias, modos de pesquisar e modelos educativos. Trabalhamos pela construção de um campo científico forte na América Latina, como um dos alicerces cruciais para seu desenvolvimento e mudança. Concentramos nossos esforços na formulação, reconstrução, invenção, confluência e atravessamento multilético de estratégias, procedimentos, modelos, táticas, tecnologias e arranjos metodológicos na perspectiva de uma transformação sociocultural profunda.

Teorias da comunicação

Nosso trabalho intelectual tem como referente de produção inventiva um conjunto de concepções transdisciplinares que situam à Teoria como práxis central de suas atividades. Em confrontação estratégica com o pragmatismo mecanicista, instrumental e conservador assumimos o desafio teórico como uma necessidade vital de construção de mundos educativos, investigativos, comunicativos e socioculturais. Pensamos a Teoria como uma dimensão frutífera de fabricação de conhecimentos, de transformação da realidade e de redesenho das formações sociais. Formamos, exercemos, experimentamos e fomentamos as problematizações teóricas em todos os níveis da pesquisa científica. Consideramos a produção teórica como uma premissa indispensável de toda investigação relevante. Concebemos e vivenciamos a práxis teórica como uma necessidade de estruturação e transformação sociossubjetiva imprescindível na formação/configuração de todo pesquisador, pensador, professor e trabalhador intelectual comprometido estrategicamente com instauração de novos mundos.

Metodologias de pesquisa

O grupo de pesquisa PROCESSOCOM trabalha numa perspectiva Multimetodológica como uma opção epistemológica constituída a partir de pesquisas produzidas por integrantes do coletivo nas duas últimas décadas. Afirmamos que a complexidade comunicativa contemporânea necessita da confluência/confrontação fortalecedora de métodos em perspectiva transformadora; nessa orientação promovemos projetos que reconstruam as estratégias, procedimentos, premissas, desenhos e técnicas em diálogo inventivo com os objetos de referência, problematizando-os e aprendendo da sua estruturação e dinâmica lógicas de confluência renovadoras. Defendemos a opção transmetodológica como uma estratégica de aprofundamento e ampliação dos atravessamentos, reconstruções, transformações e renovações metodológicas em proveito de uma pesquisa crítica, ética e comprometida com a vida, a natureza, os seres humanos e todas as espécies existentes.

Sustentamos o caráter crucial da pesquisa no trabalho educativo. Afirmamos a necessidade da construção da pesquisa a partir do conhecimento da pesquisa (pesquisa da pesquisa), tanto em termos conceituais quanto na produção feita sobre a problemática formulada. Investigação da investigação e Pesquisa Exploratória são alicerces estruturadores de problemáticas.

comments