O gênero e as pesquisas em comunicação: um olhar para as teses e dissertações

Orientadora
Nísia Martins do Rosário

Pesquisador
Tainan Pauli Tomazetti

Resumo
Levando em consideração a proeminência das esferas comunicacionais em nosso tempo, refletir a configuração do campo da comunicação torna-se relevante na medida em que nos esforçamos, enquanto área de estudos, a produzir análises interpretativas de nossas sociedades, sob o escopo dos objetos comunicacionais. Nesse sentido, pela relevância política do campo, toma-se enquanto recorte investigativo as reflexões que abarcam o conceito de relações de gênero na área da comunicação. Busca-se entender como o campo da comunicação no Brasil vem construindo suas reflexões e problemáticas no que configura o desvelar do conceito de gênero enquanto uma categoria de análise sociocultural útil para desmistificar e/ou reconfigurar os processos cotidianos junto às estruturas de poder e dominação. Dessa forma, partimos para a investigação das teses e dissertações, que englobam a categoria de gênero, produzidas entre os anos de 2003 a 2017 nos Programas de Pós- Graduação em comunicação do país. Delimita-se o período de quinze anos de produções acadêmicas sobre a temática para, a partir disso, obtermos um diagnóstico sustentável no que tange o principal questionamento desta pesquisa: como o conceito de relações de gênero é tensionado nas pesquisas em comunicação no Brasil?

comments