Ricardo Machado membro do Processocom, apresentará a obra “No tempo das catástrofes”

10 de outubro de 2018 Júnior Melo da Luz

A modernidade e seus paradoxos tem revelado uma civilização avançada na razão técnica e dramaticamente indigente na razão ética. (VAZ, 1997)1. Um paradoxo forjado no âmago de uma crise sistêmica, em uma civilização sem ethos e, portanto, impotente para formular a ética correspondente às suas práticas culturais e políticas e aos fins universais por ela proclamados. Nesse sentido, a realidade atual suscita e desafia a debater o impacto humano sobre os recursos terrestres e, em última análise, sobre o ser em comum dos diferentes modos de existência.

Ao mesmo tempo, tem-se que as mudanças impostas nos ecossistemas terrestres, desde a primeira Revolução Industrial e, mais aceleradamente, no bojo de uma quarta Revolução Industrial, desembocaram em um processo incontornável de modificação planetária em que nos encontramos atualmente. São necessárias outras perspectivas de convivência com a sustentação da vida no Planeta, que tenham como cerne a consciência ética que entenda a Terra como uma totalidade complexa físico-biológico-antropológica.

É diante desta complexificação dos limites e possibilidades do ser em comum que o Instituto Humanitas Unisinos – IHU propõe o Ciclo de Estudos A contemporaneidade em debate. Intérpretes e obras. O referido ciclo visa debater transdisciplinarmente temas que contribuam para a análise da contemporaneidade, a partir de diferentes autores e obras acadêmicas, buscando compreender a complexidade do ser em comum e seus diferentes modos de existência.

No dia 23 de outubro (terça-feira) Ricardo Machado – Unisinos, membro do Processocom, apresentará a obra “No tempo das catástrofes”. Tradução de Eloisa Araújo. Obra de Isabelle Stengers.  O evento acontece  das 19h30min às 22h na Sala Ignacio Ellacuría e Companheiros – IHU | Campus Unisinos São Leopoldo (Av. Unisinos, 950 – Bairro Cristo Rei, São Leopoldo – RS).

 

#evento

Previous Post

Next Post