Efendy Maldonado inicia programação do 2º dia de Seminário Internacional na UFRN

15 de Maio de 2014 Processocom

Tamires Coêlho

A palestra “Epistemologias transformadoras em ciências da comunicação” abriu o segundo dia do Seminário Internacional de Pesquisa em Comunicação Midiática – “Fundamentos Teóricos e metodológicos na investigação em comunicação intercultural”, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O Prof. Dr. Alberto Efendy Maldonado explicou na manhã desta terça-feira (13/05) sobre as preocupações da Rede AmLat com as metodologias transformadoras e com a concepção da transformação. Ele falou sobre a importância das Epistemologias do Sul e das Epistemologias Autóctones, já destacadas anteriormente por teóricos como Lévi-Strauss.

De acordo com o pesquisador, que é coordenador do GP Processocom, “temos uma história, uma longa história de logocentrismos e de etnocentrismos que legitimaram e situaram a Europa – certos países da Europa Ocidental, certas comunidades – como as únicas que poderiam produzir epistemologias e condições de assumir o pensamento epistemológico”.

Maldonado contextualizou a problemática das Epistemologias do Sul pontuando que há conhecimentos que chegaram de vários referentes, diante da miscigenação ocorrida no Brasil. Ele ainda mencionou as mudanças que aconteceram na passagem do séc. XX para o séc. XXI, dentre elas um cenário migratório no qual 30% das populações saíram de seus países como alternativa às situações de miséria e de pobreza geradas por um capitalismo selvagem. No fim do século XX, o termo “globalização” supera os grandes sistemas financeiros e abarca uma mundialização que, para a maioria das pessoas, levou a uma “situação de extrema fragilidade”.

Para Efendy, essas são realidades históricas muito importantes e que precisam ser pesquisadas juntamente às mudanças tecnológicas. O professor falou dos nano computadores que hoje permeiam a vida dos sujeitos em vários âmbitos, da questão dos “latifúndios midiáticos” que ainda existem e também dos processos de socialização de técnicas comunicativas.

Se atualmente ainda não há sujeitos com uma alta consciência, já começamos a ter cidadãos que leem as suas construções, que sabem das suas leis e dos seus direitos, que se posicionam, que não são controlados politicamente e passivamente como alguns teóricos pensaram no passado. Essas mudanças são melhor percebidas se considerarmos esses indivíduos como “sujeitos comunicantes compositores/produtores de significações”.

Nesta quinta-feira (15/05), integrantes do Processocom participarão de mesas durante a manhã e a tarde no Seminário Internacional. Haverá transmissão ao vivo.

A programação do Seminário Internacional pode ser conferida aqui.

A palestra do professor Efendy Maldonado está disponível em: https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=HO1VZUMGkgw

comments
#evento

Previous Post

Next Post