Rede AmLat realiza seminário internacional sobre pesquisa em Comunicação

16 de agosto de 2013 Processocom

O VII Seminário Internacional da Rede AmLat que ocorrerá no dia 22 e 23 de agosto no Auditório D do CCHLA, Campus da UFRN (presencial)  e na  Sala Conecta, Campus São Leopoldo Unisinos (via on-line) terá a participação de doutorandos, doutores e demais  pesquisadores.

Ao longo dos dois dias ocorrerão mesas e conferencias dos participantes apresentando suas pesquisas. São elas

 

Dia 22

Conferência de abertura: 8h30-9h30

“Estratégias transmetodológicas para a pesquisa em comunicação em tempos de crise/ A atividade científica na sua dimensão de compromisso cidadão” –Prof. Dr. Alberto Efendy Maldonado Gómez de la Torre (Coord. Geral da Rede Amlat, Processocom-PPgCCOM-Unisinos)

Mesa 1: 10h-12h

“Crianças e televisão: comunicação e produção de sentido nas narrativas do cotidiano” – Maria Angela Pavan, Aryovaldo de Castro Azevedo Junior (Pragma-UFRN)

“A cultura do método na comunicação da epistemologia à metodologia das multiplicidades audiovisuais” – Lisiane Machado Aguiar (Processocom-PPgCOM-UFRGS)

“Análise audiovisual para o desenvolvimento da complexidade contextual no telejornalismo” – Eloisa Joseane da Cunha Klein (Decom-UFRN)

“Ver, lembrar e narrar: a conformação das memórias sobre a Ditadura Militar na recepção do audiovisual” – Ana Karoliny Martins Ernesto (PPgEM-UFRN)

Mesa 2: 14h-15h40

“As midiatizações da periferia – a experiência do projeto Germinal no Guarapes” – Iano Flávio de Souza Maia (Pragma-Comunica-UFRN)

“Ameríndia Midiatizada: Algumas Questões e Reflexões Sobre Configurações de Identidades Étnicas Históricas e Usos Sociais das Mídias” – Carmem Rejane Antunes Pereira (Processocom-UFSC)

“Fotografia e Meio Ambiente: Percepção, Problematização e Reflexão Sobre Questões Ambientais” – Itamar de Morais Nobre (Pragma-PPgEM-UFRN)

Mesa 3: 16h10-17h50

“Ciudadanía comunicativa y Revolución Bolivariana (Dimensiones mediáticas de una confrontación política)” – Adrián José Padilla Fernández (Cepap-UNESR)

“Violencia simbólica em la realidad mediática venezolana” – Noel Padilla (Cepap-UNESR)

“Dimensiones y potencialidades de la Sistematización de Experiencias” – Lisbeth Clocier Solórzano (Cepap-UNESR)

Dia 23

Mesa 4: 8h-10h

“Questões Metodológicas em Pesquisas de Recepção Midiática” – Jiani Adriana Bonin (Processocom-PPgCCOM-Unisinos)

“A cartografia e a Comunicação” – Nísia Martins do Rosário (Processocom / PPgCOM-UFRGS)

“Reflexões sobre o uso de diários de campo na pesquisa em telecentros e lanhouses” – Juciano de Sousa Lacerda (Pragma-PPgEM-UFRN)

“Narrativa de vida midiática: uma proposta metodológica” – Helton Rubiano de Macedo (Pragma-EDUFRN-UFRN)

Mesa 5: 10h20-12h20

“A transmidiatização da política: A convergência dos campos e as manifestações populares de junho de 2013” – Marcelo Bolshaw Gomes (PPgEM-UFRN)

“Cidadania comunicativa digital para pessoas com deficiência visual” – Marco Bonito (Processocom-Unisinos / Unipampa)

“Processos, práticas e produtos telejornalísticos: construção de trilhas epistemológicas, teóricas e metodológicas” – Virgínia Sá Barreto, Amanda Falcão, Roberta Matias, Zuila Frutuoso (PPgJornalismo-UFPB)

“Um novo discurso e uma nova narrativa para a cidadania comunicativa” – Elson Faxina (Processocom-UFPR, TVE-PR)

Mesa 6:14h-15h40

“Hibridismo e Ubiquidade: mapeando controvérsias sobre a cibercultura” – Theophilos Rifiotis (GrupCiber-UFSC)

“A caixa-preta da rede” – Jean Segata (GrupCiber-UFSC)

“O ‘paciente informado’: primeiras notas de um estudo etnográfico”- Maria Elisa Máximo (Necom-IELUSC / GrupCiber-UFSC)

Mesa 7:16h00-17h40

“Lenguaje y Perspectivas Educomunicativas” – Alberto Pereira Valarezo (Processocom, Prof. Emérito da UCE-Equador)

“O argumento como método de pesquisa: a função heurística do interrogatório dentro da lógica doxástica” – Sonia Regina Soares da Cunha (Decom-UFRN)

“Comunicação e educação: apropriações, interações e produções comunicacionais dos estudantes EaD no semiárido piauiense” – Lívia Fernanda Nery da Silva (UFPI/Unisinos)

 

O VII Seminário Internacional da Rede Amlat é gratuito e aberto ao público.

 

comments
#Rede Amlat

Previous Post

Next Post