Presidente da SBPC cobra mais investimentos em educação, ciência e tecnologia

13 de Março de 2012 Processocom

Jornal da Ciência (JC E-Mail)  12/3/2012
====================================================
Edição 4453 – Notícias de C&T – Serviço da SBPC
====================================================

Insatisfeita com os cortes nos investimentos nas áreas de educação, ciência, tecnologia e inovação, a presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Helena Nader, destacou a necessidade de o País se unir na luta por mais recursos para tais áreas.


Isso porque o governo federal recentemente bloqueou R$ 1,48 bilhão do orçamento do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), o equivalente a 22% dos recursos da pasta. O Palácio do Planalto cortou também R$ 1,93 bilhão do Ministério da Educação, correspondente a 5,5% da verba do órgão.

“É preciso que todos nos unamos para reivindicar que mais investimentos sejam dedicados para Educação e Ciência, Tecnologia e Inovação que certamente terão impacto nas condições sócio-econômicas do povo brasileiro”, disse Helena, na última sexta-feira (9), em seu discurso quando agradecia o recebimento da medalha de ouro Moacyr Álvaro 2012, concedida pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A cerimônia ocorreu na 35ª edição do Simpósio Internacional de Oftalmologia da Unifesp, realizada no Hotel Maksoud Plaza, na capital paulista.

A presidente da SBPC aproveitou o momento para defender melhorias nas políticas públicas para educação, ciência, tecnologia e, por tabela, inovação. “Não queremos continuar distribuindo bolsas. As bolsas são provisórias. Nós queremos uma nação com cidadãos que possam, com orgulho, ter salários dignos e escolas de qualidade para seus filhos”, disse Helena.

Helena vê com preocupação o recuo nos investimento para essas áreas consideradas estratégicas, uma vez que o País tem como alvo o desenvolvimento sustentável, a competitividade da economia brasileira e o bem-estar “das nossas gerações”.

Medalha de ouro Moacyr Álvaro – A premiação foi entregue à Helena pela chefe do departamento de oftalmologia da Unifesp, Denise de Freitas. “O prêmio é um reconhecimento ao papel de personalidades que representam os valores científicos, os valores de preocupação com a comunidade científica e com a melhoria de nossos pacientes, igualmente com a instrução, e preocupação com a ciência”, disse Denise.

Em outra frente, o professor titular da universidade, Rubens Belfort Mattos Junior, destacou que Helena é a voz sempre presente na defesa da ciência. “É muito bom ter Helena na liderança da SBPC, juntamente com o presidente da ABC [Jacob Palis] cobrando ser indispensável que o Brasil cumpra o [compromisso] proposto do ano passado de destinar mais verba para ensino e pesquisa para o País seguir em frente”, disse ele, chamando a atenção para a vasta experiência da presidente da SBPC na área acadêmica.

“A medalha 2012 não poderia estar em outras mãos. Helena representa a mulher para quem não existe barreira, uma mulher que há muitos anos batalha por pesquisas”, declarou.

Por sua vez, Helena agradeceu pela honra de receber a medalha de ouro Moacyr Álvaro. “Agradeço a todos do departamento de oftalmologia [da Unifesp] por terem indicado meu nome a essa homenagem. Espero ter contribuído e permanecer contribuindo no nosso País para a melhoria da educação, da ciência e da tecnologia e seu consequente impacto na inovação”, disse Helena, dedicando o prêmio a familiares, amigos, alunos e professores, dentre outros.

(Viviane Monteiro – Jornal da Ciência)

comments

Previous Post

Next Post