Jornalistas são afastados da TV Cultura e ANJ não se manifesta

19 de julho de 2010 Processocom

Por Juciano de Sousa Lacerda

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) sempre se manifesta contra o atual Governo Federal, afirmando ser um governo que fere a liberdade de expressão, embora as avaliações do Repórter Sem Fronteiras e outras organizações internacionais de jornalistas nunca tenham afirmado esta possibilidade. Contudo, vários blogueiros independentes como Luis Nassif e o Deputado Federal Brizola Neto (PDT-RJ) fizeram a denúncia. O próprio jornal O Estado de São Paulo só foi abordar o tema depois que vários leitores comentaram em outras reportagens, o tema, mas trazendo explicações evasivas da direção da TV Cultura.

É muita coincidência o jornalista Heródoto Barbero, com muitos anos de casa e uma das referências do telejornalismo brasileiro, ter sido afastado do programa Roda Viva justamente pouco depois de ter insistido em perguntar ao candidato José Serra (PSDB/DEM) sobre os pedágios abusivos nas estradas do Estado de São Paulo. O jornalista Gabriel Priolli, também histórico na TV Cultura, foi demitido do cargo de diretor de jornalismo uma semana depois de ter assumido. O motivo: pautou reportagem para a TV Cultura sobre o problema do alto valor dos pedágios de SP. É muita coincidência, não? O estranho é o silêncio da Associação Nacional dos Jornais, tão contundente em outros momentos na defesa da “liberdade de expressão”. Em editorial, a Agência Carta Maior aborda o tema com profundidade. Leia a íntegra aqui.

comments

Previous Post

Next Post