Em busca da Comunicação

21 de setembro de 2009 Processocom

Taís Flores da Motta

Não esquecer o comunicacional em nossas pesquisas tem sido tema recorrente nas mais diversas aulas e encontros. Embora pareça óbvia a necessidade de se fazer estudos de comunicação em um programa de comunicação, a tarefa não é tão fácil quanto parece.

Nossa área está em construção, por isso usamos teorias e metodologias de outras ciências para construir as nossas pesquisas. A meu ver, muitas dessas metodologias acabam nos auxiliando na coleta de uma imensidade de dados, da qual não conseguimos, muitas vezes, diferenciar o que é da nossa pesquisa, o que responde ao nosso problema e o que é descartável, secundário ou que pertence à outra ciência.

Acredito que existe em muitas pesquisas um encantamento tão grande com o que o empírico oferece que os pesquisadores não conseguem deixar de lado tal oferta. Criticar essas pesquisas, procurar o que tem de comunicacional e, ainda, o que poderia ter, parece mais fácil do que manter esse foco quando estamos pesquisando. De qualquer forma, estamos em busca mesmo é da comunicação e, embora saibamos identificá-la, ainda não conseguimos defini-la.

comments

Previous Post

Next Post