Minha TV é de alta definição?

10 de Março de 2009 Processocom

lcd_plasmaA TV digital pública entrou no Brasil há cerca de um ano. O mercado ainda é pequeno, mas essa nova onda trouxe uma mudança em muitos lares brasileiros: a TV de Plasma ou LCD. Hoje é comum que nos deparemos com esse tipo de TV ao entrarmos nos grandes hipermercados ou lojas de eletrônicos. O grande aumento nas vendas dessas TVs fez os preços caírem muito no último ano. Hoje é comum encontrarmos TVs de Plasma e LCD por menos de R$ 2.000,00.

Muito se falou sobre a transmissão em alta definição, padrão japonês e americano, que o Brasil adotou o padrão de maior qualidade. Nessa hora, surge uma pergunta importante: a minha TV é capaz de reproduzir a imagem na máxima qualidade?

As TVs convencionais de tubo possuem resolução de 480 linhas horizontais, chamada de STV (Standard TV). Isso significa que a imagem é fragmentada em 480 fatias finas e a imagem é montada na tela neste padrão. Para fazer uma comparação, o padrão da TV digital no Brasil é de 1080 linhas, o que oferece até quatro vezes mais definição que o padrão STV. Os DVDs possuem uma qualidade intermediária, de 720 linhas. Esse também é o padrão conhecido como HDTV (High Definition TV), que é o padrão de boa parte dos aparelhos de TV de Plasma e LCD.

O padrão da TV digital no Brasil é conhecido como Full HDTV devido ao seu maior número de linhas de definição. Desta forma, mesmo se estivermos assistindo a um sinal de TV digital, quem define a qualidade da imagem é o aparelho de TV. Para assistirmos a um programa com maior definição, a TV deve também estar preparada para o Full HDTV. Esses aparelhos são os mais caros, muitas vezes superando os R$ 5.000,00 para os tamanhos de tela superiores a 40”.

Sendo assim, a maioria das TVs mais baratas não reproduz 100% da qualidade do sinal, mas já aumenta a qualidade em relação às TVs de tubo. É importante pesquisar qual a definição da TV antes de efetuar a compra.

Uma dica: para TVs de até 40”, a diferença visual entre os modelos HDTV e Full HDTV é muito pequena, ficando mais visível aos especialistas e cinéfilos de plantão.

A TV digital é um processo irreversível. Vai ser obrigatória a partir de 2016. Até lá, vamos – com certeza – decidir qual o melhor modelo de TV fininha para nossa casa!!!
Por Almir Meira Alves, professor de Redes de Computadores e Telefonia IP da FIAP e da Faculdade Módulo. Engenheiro Eletrônico, pós-graduado em Gestão Empresarial. Possui curso de extensão em Criptografia e Segurança de Redes pela UFF/EB – Universidade Federal Fluminense e Exército Brasileiro. É também Técnico em Telecomunicações pela Escola Técnica Federal – CEFET/SP.

(O texto é de Almir Meira alves e publicado, originalmente, pelo Adnews em 09-03-2009)

comments

Previous Post

Next Post